Pesquisar

Como a transformação digital impacta as nossas vidas

Vivemos num um mundo em que, a cada dia, surge uma nova tecnologia e a transformação digital é uma frenética realidade. Estar atento às inovações deixou de ser um diferencial e se tornou essencial em qualquer área e para qualquer empresa ou profissional que deseja se manter no mercado.

Foi pensando nisso que a Célula organizou o Digital Day, um dia inteiro de imersão em conversas e debates sobre o impacto da transformação digital em diversos segmentos, como Saúde, Direito, Gestão de Processos e Setores Públicos. Além de palestras, o evento proporcionou networking e muita troca de experiências, tornando tudo a experiência ainda mais enriquecedora para todos.

Mas, para você que não pode estar no evento ou que esteve e já está sentindo falta de tantas conversas, preparamos esse texto com os principais destaques de cada palestra. Continue lendo!

Inovação e Transformação Digital

 “Qualquer ponto da minha empresa pode ser um ponto de melhoria”

Débora Marques, CRITT/UFJF

Em sua palestra sobre “Inovação e Transformação Digital”, Débora (que já escreveu um texto sobre o assunto aqui no nosso blog) conceituou esses termos e diferenciou os conceitos de inovação e invenção, sendo essa última a que é feita para resolver um problema e gerar valor para as pessoas. A palestrante deu exemplos diversos de inovação em diferentes categorias, como produto (telefone), serviço (whatsapp) e processo (leite pasteurizado).

Por fim, destacou que já vivemos uma transformação digital e seguiremos caminhando rumo a novas tecnologias, que extinguirão algumas profissões, mas que darão espaço para a criação de outras. Às empresas, cabe entender e aproveitar essas novas tecnologias para propor melhorias e inovar sempre.

Da Área Automotiva aos Cuidados de Saúde: O Futuro Chegou?

“Quem não muda, dança”

Thiago Figueiredo, Santa Casa de Juiz de Fora

Thiago apresentou a palestra “Da Área Automotiva aos Cuidados de Saúde: O Futuro Chegou?”. Com essa reflexão, apresentou dados que comprovam que sim, o futuro chegou, e está presente em diversas áreas. Uma das principais mudanças desse novo contexto apontam que o foco agora está no consumidor de uma marca ou serviço, e não no concorrente.

Com enfoque na saúde, setor em que trabalha atualmente, ele destacou algumas inovações que já estão sendo aplicadas, como a radiologia digital e o berçário virtual. Além disso, apontou algumas tendências para os próximos anos, como a telemedicina, prontuários eletrônicos dos pacientes e diagnósticos de exames por aplicativos com uso de inteligência artificial.

Desenvolvimento Econômico em Sinergia com Cidades Inteligentes

“Cidade Inteligente não é um projeto de governo. É um projeto de cidade”

Rômulo Veiga, Prefeitura de Juiz de Fora

Ao falar sobre “Desenvolvimento Econômico em Sinergia com Cidades Inteligentes”, Rômulo apresentou algumas ferramentas que cidades nomeadas como “inteligentes” lançam mão. Ele começou sua palestra pontuando que até 2050, 84% da população mundial residirá em centros urbanos. Essa alta concentração de pessoas traz consequências como trânsito, problemas de saúde e desigualdade social. É na busca por solucionar essas e outras questões, que as cidades inteligentes atuam.

Dentre as ferramentas apresentadas, o que a grande maioria tem em comum é a análise de dados sobre a população para a busca de soluções adequadas. Após apresentar os chamados “4D’s do futuro” (Descentralizar/Descarbonizar/Digitalizar/Dados), concluiu que uma cidade inteligente deve ter, acima de tudo, foco nas pessoas.

Tecnologia Aplicada a Processos

“Transformação digital é utilizar das novas tecnologias para otimizar processos”

Luiz Felipe Mendes, Célula Gestão de Documentos

Conduzindo a conversa “Tecnologia aplicada a processos”, Luiz Felipe colocou em foco a Digitalização e suas três diferentes definições. A primeira delas, mais utilizada, seria o ato de transformar em digital o que antes era analógico, como a digitalização de papéis e arquivos. A segunda definição visa facilitar trabalhos e aumentar a eficiência dos processos, como o reconhecimento óptico de caracteres e códigos de barras, que proporcionam acesso a dados de forma mais rápida.

Já a terceira definição pode ser exemplificada nas chamadas inteligências artificiais, business intelligence e big data, que buscam mapear processos para ferramentas que possam proporcionar experiências mais automatizadas. Assim, a transformação digital é capaz de impactar todo mundo, desde o fornecedor até o consumidor de diversas formas, atuando como uma forma de evitar fraudes e identificar e solucionar gargalos em processos.

L.G.P.D. (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais)

“Não podemos esperar até que a nossa segurança esteja em risco para nos preocupar com nossos dados e nossa privacidade”

Pablo Gomes, Escritório Melo Campos Advogados

Encerrando o evento, Pablo trouxe para a pauta a “Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais”, como é chamada a lei nº 13.709/2018. Para começar a conversa, ele enfatiza que devemos nos preocupar com nossos dados o tempo todo, ao invés de esperar acontecerem escândalos de vazamento. Por isso, a lei vem para nos proteger, tutelar e garantir a nossa segurança, além de orientar boas práticas e definir procedimentos em casos de vazamento.

É com esse objetivo que a LGPD define princípios para que o uso de dados seja permitido somente em momentos em que haja: consentimento, obrigação legal, políticas públicas, órgãos de pesquisa, cumprimento de contrato, exercício de direito, tutela da saúde e da vida, legítimo interesse e/ou proteção do crédito.

São muitas as formas que a transformação digital impacta as nossas vidas, como foi possível perceber ao longo de todo o Digital Day. O evento foi recheado de produtivas conversas que estão apenas no começo e que ainda devem nos agregar muito nos próximos anos. Cada palestra trouxe luz para um determinado tema e, no fim, concluímos que não podemos ignorar o período de inovação, mudança e transformação que estamos vivendo. E você, como está trabalhando para acompanhar tudo isso?

Compartilhe

Artigos relacionados

A importância da guarda digital para escritórios de contabilidade

Com o avanço da tecnologia, a contabilidade está passando por uma transformação digital significativa. Cada vez mais, os documentos contábeis estão sendo produzidos e armazenados em formatos digitais, eliminando a necessidade de arquivos físicos volumosos. Nesse contexto, é crucial garantir uma gestão eficiente e segura desses documentos digitais. Agora você vai descobrir a importância da guarda digital para escritórios de contabilidade e entender como a Célula pode auxiliar nesse processo.

Reconhecimento Óptico de Caracteres (OCR) da Célula: benefícios para diversos segmentos

No mundo empresarial atual, a gestão eficiente de documentos é crucial para o sucesso de qualquer organização. Ter seus documentos digitalizados e armazenados de forma segura não apenas economiza espaço físico, mas também garante a integridade e a durabilidade das informações essenciais para o seu negócio.
Mas e se eu te dissesse que há uma maneira de ir além e transformar essas simples imagens em verdadeiros recursos de busca? É aí que entra a tecnologia OCR (Reconhecimento Óptico de Caracteres).